Brasil e Jordânia unidos por Maravilhas

 *Por Aline Soares

   Na última segunda-feira, 2 de outubro, duas Maravilhas do Mundo Moderno se uniram pela cultura e pela paz. O embaixador da Jordânia, Malek Twal, o chefe da Comissão de Desenvolvimento e Turismo da Cidade de Petra, Mohammed Abbas AlNawafleh, o Arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta e o reitor do Santuário Cristo Redentor, Padre Omar Raposo, firmaram um acordo de colaboração cultural entre a Cidade de Petra e o Monumento ao Cristo Redentor.
    O projeto se baseia na troca de legados arqueológicos, culturais e históricos entre as duas cidades de diferentes países. O estímulo à cooperação e a uma cultura de paz tem como objetivo beneficiar os setores de economia, turismo e cultura de cada país, além de ser uma maneira enriquecedora de difundir o conhecimento entre nações estrangeiras.
    Em visita ao Santuário, o embaixador Malek desejou que aqueles que visitem o local ajudem, através de orações, a redimir os conflitos de guerra e os problemas cotidianos que ocorrem por todo o mundo.
    – Estamos muito felizes em termos assinado este acordo entre a cidade de Petra e o Cristo Redentor. Nós vemos este projeto como um instrumento para promover paz e um melhor entendimento entre as nações. Eu me sinto muito emocionado de estar num lugar tão importante, com todo o seu significado, em termos de fé cristã, e de sua mensagem ao resto do mundo. O Cristo Redentor é um lugar de paz, um lugar onde nós deveríamos estar ajudando uns aos outros, rezando pela paz, para que aconteça em algum lugar do mundo, disse o embaixador.
    Para Dom Orani Tempesta, o convênio estabelecido entre as duas Maravilhas do Mundo Moderno, assim chamadas desde 2007, terá desdobramento em um encontro cultural, em nome da paz.
    – É com alegria que, hoje, nós assinamos o acordo entre as duas Maravilhas do Mundo Moderno e entre as demais. A cidade de Petra, na Jordânia, e o Cristo Redentor, aqui no Rio de Janeiro. Um acordo de cooperação cultural, divulgação e de trabalho pela cultura da paz no mundo. São duas culturas diferentes, duas cidades diferentes, mas que se unem com as demais Maravilhas para que aconteça, cada vez, mais este olhar cultural para o mundo de hoje, ao mesmo tempo, olhando para o futuro de paz da sociedade, desejou o Cardeal.
    O intuito do acordo é, acima de tudo, abrir os braços do Redentor e do Rio de Janeiro para os irmãos jordanianos. 
    – O Cristo Redentor, hoje, passa a ser um santuário germinado com esta importante cidade, que é Petra, um ambiente de grande importância cultural e ecológica no nosso planeta. Certamente, o Cristo Redentor também possui um valor simbólico, traz as referências fundamentais de um ponto turístico cultural para poder criar esta bela integração. Estamos muito felizes com esta parceria, de tal forma que a nossa alegria é poder acolher, de braços abertos, todos os amigos que vierem da Jordânia. 
    A visita das autoridades da Jordânia e da Cidade de Petra se encerrou com uma bela foto aos pés do Redentor, de coração e braços abertos para esta nova parceria entre Maravilhas.

Sobre a Cidade de Petra

 A cidade de Petra, capital dos árabes nabataeanos, é um dos sítios arqueológicos mais conhecidos do mundo. Está localizada a 240 km ao sul da capital Amman e a 120 km ao norte da cidade do Mar Vermelho de Aqapa. Petra, uma das Sete Maravilhas do Mundo Contemporâneo é, sem dúvida, o tesouro mais valioso da Jordânia e a maior atração turística, visitada por turistas de todo o mundo.
(Mais informações no site oficial: http://www.visitpetra.jo/)

Palácio Guanabara (2)
Palácio São Joaquim (4)
Santuário Cristo Redentor (10)
Palácio São Joaquim (7)
Palácio São Joaquim (11)
Palácio São Joaquim (13)
Palácio São Joaquim (18)
Santuário Cristo Redentor (8)
Santuário Cristo Redentor (5)
Santuário Cristo Redentor (4)
Santuário Cristo Redentor (18)
Santuário Cristo Redentor (25)
Santuário Cristo Redentor (26)
Santuário Cristo Redentor (28)

*Fotos: Aline Soares